PÍLULA DE RECOMEÇO: ESQUECER O EX

Vamos combinar, esquecer o ex não é fácil. Mesmo aquele que traiu, mentiu, tripudiou. O que sapateou no nosso coração, jogou nosso sonho na lama, nos agrediu das formas mais vis. Mesmo ele. A gente odeia, mas ainda ama.

Como explicar?

As pessoas dizem “deixa de ser boba, fica aí chorando por um cara que não te merece”. A gente sabe. Racionalmente analisa tudo o que passou e sabe que não merece. Nossa mãe sabe, a vizinha sabe, o padeiro, o entregador de pizza, até o cachorro da esquina, ao latir, está dizendo “valorize-se”. O que fazer? A gente não devia, mas ama o peste.

Meu caso tem cura?

Calma, você não está doente. Não é errado amá-lo, afinal, o amor não é uma peça de jogo que se tira do tabuleiro e joga fora, se arranca do peito e diz: “agora deu, não amo mais!”. Não funciona assim.

Se a gente pudesse escolher é claro que escolheria não pensar no cara. Mas até para negá-lo é preciso tê-lo como referência. A santa dádiva da indiferença é uma bênção, não uma vacina que se injeta e, plim, nos deixa imune ao outro.

Então, aceite que ama. Não tem problema, pode amar. Apenas coloque esse amor num lugar delimitado do seu coração. Em outras palavras: dê limite. E, lentamente, vá empurrando ele pro cantinho.

Quando a lembrança do seu ex quiser ficar no meio da sala, esparramada, ocupando espaço, pegue-a pelas duas pernas, arraste a bunda dela pelo tapete, e a encoste na parede. Diga: “agora fique quietinha aí”.

E substitua por algo belo. Substitua por algo do aqui agora: por você fazendo alguma atividade inteiramente nova, saindo com uma amiga para um café, comprando flores para a sua casa, dando uma caminhada pelo bairro ouvindo música.

Substitua por algo tão distante e divergente do que fazia você lembrar dele que a lembrança do ex comece a ficar empoeirada, um incômodo, um entulho sobre o qual você não quer tropeçar.

Toda vez que entrar no espaço-sala, arraste o traste para ainda mais longe. Mais longe. Mais. Um pouco mais. Se vier a lembrança à mente, foque em você. Você sim, merece destaque no meio da sala do seu coração.

Você, sim, merece ser a sua melhor lembrança. Invista em você.

Convite: faça parte do Grupo da Fórmula do Recomeço, nossa rede de apoio no Facebook, um espaço de acolhimento e escuta sem julgamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *